Terça-feira, 20 de Novembro de 2007
PARA A MINHA AMIGA LAURA

 

 

NÃO CONHEÇO A LAURA PESSOALMENTE.

AMIGA DE UM AMIGO COMUM, CONHECEMO-NOS NA BLOGOSFERA.

ESTES DIAS O "LEÃO VERDE" DIZIA MAIS OU MENOS ISTO;

A LAURA É UMA AMIGA DE INFÂNCIA, CRESCEMOS E BRINCAMOS JUNTOS EM LUANDA.

A LAURA ESCREVEU UM LIVRO DAS SUAS MEMÓRIAS QUE VALEM A PENA SER LIDAS.

E EU NÃO POSSO OUVIR FALAR DE ANGOLA...DE LUANDA...

MEXE COMIGO DE UMA FORMA QUE NÃO SEI EXPLICAR.

SABEM OS MEUS AMIGOS QUE PASSEI LÁ 27 MESES E QUE MUITO ME CUSTARAM, MAS QUANDO VINHA A LUANDA, E VIM MUITAS VEZES, GANHAVA UM NOVO ALENTO PARA DIGERIR OS MAUS MOMENTOS.

AQUELA IMPONENTE MARGINAL, A ILHA, O MOÇULO...SÓ QUEM LÁ ESTEVE OU VIVEU SABE DO QUE FALO.

ESCREVI Á LAURA A PEDIR INFORMAÇÕES SOBRE O SEU LIVRO, ONDE O PODIA COMPRAR POR EXEMPLO, AINDA ESTÁ EM FASE DE CORREÇÕES MAS MAIS DIA MENOS DIA ESTARÁ DISPONIVÉL.

IMPORTA SABER É QUE A LAURA ME RESPONDEU COMO SE DE UM AMIGO ANTIGO SE TRATA-SE...E NA VERDADE ATÉ PARECE QUE BRINQUEI COM A LAURA NOS BAIRROS DE LUANDA.

A LAURA DESPEDE-SE COM UM POEMA DO QUAL EU RETIRO ALGUNS EXERTOS:

 

 

Não chores por mim, terra amada,
Não me sinto por ti abandonada,
E tudo o que deixei em ti
Foi o mais profundo amor,
Que alguma vez senti.
 
Quero ir para a minha Ilha
Encontrar um pescador, ve-lo deitar as redes,
E ir com ele pelo Mar, na canoa a flutuar
Ter a qualquer lugar, que lá na nossa Ilha
Era tudo ao pé da mão, podiamos apanhar
Mamões,bananas e papaias, lá nas praias,
As mangas eram um nunca mais acabar
Era saltar dentro dágua e comer até fartar,
Para as mãos não ser preciso ir lá fora lavar.

 

E DIGO EU... " ATÉ UM DIA LUANDA"

 

 



publicado por joselessa às 19:17
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

TENHO VERGONHA

 

 

Tinha acabado de iniciar o meu dia.

Sentado ao volante do carro, ouvi a noticia...

...Morrem por dia 27.000 crianças por este Mundo fora.

Estes os numeros oficiais...porque devem morrer muitas mais sem contar para as estatisticas.

São numeros assustadores e que me arrepiam só de os ouvir.

As causas são as mais variadas.

Que mal fazem serem indefesos para merecer tal sorte?

O que fazem os paises, ditos desenvolvidos para diminuir este estado de coisas? NADA

 

UMA VERGONHA PARA A HUMANIDADE

 



publicado por joselessa às 19:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007
VALE SEMPRE A PENA

Olha dentro dos meus olhos,

vais ver o que significas para mim.

Procura no teu coração e na tua alma

e quando me encontrares,

não vais procurar mais nada.

Não me digas que não vale a pena tentar

e muito menos me podes dizer que

não vale a pena batalhar.

Sabes que é verdade,

tudo o que faço, faço por ti.

Nada existe em meu coração

para esconder.

Aceita-me como sou, fica com a minha vida.

Não me digas que não vale a pena tentar.

 

 

 

 

 

 



publicado por joselessa às 14:30
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

ADEUS SENHOR DOMINGOS

A TRISTE SINA DE SINISTRA...

NOITE SEM OLHOS

AMO DEMAIS

ESCUTA-ME

VAMOS AJUDAR O ALBINO...

NOVIDADES PARA VER NO POR...

LINGUAGEM PARLAMENTAR

NOVAS LEITURAS E TUDO O M...

A motivação de um líder

arquivos

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

favoritos

eu

Cancioneiro popular

ELEITO DO DIA

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds