Domingo, 13 de Janeiro de 2008
Poemas de um orfão da Guerra

Luta incessante

 

Nesta luta incessante

De te procurar

Tambem luto contra moinhos de vento,

Também com a minha espada

Desfaço castelos que existem no ar...

 

Nesta luta incessante

De te procurar

Vou continuar de luto

Até vencer

A minha luta de te encontrar...

 

 

Poema de António Teixeira da Mota sobre seu Pai, falecido em Angola, na Guerra Colonial.

Este é apenas um dos poemas que António Mota dedicou a seu Pai.

Na apresentação do livro, António Mota diz:

 

a meu pai,

pela forma como dedicou a vida à Família,

e pelo desejo de voltar para junto dela,

 

pela forma como preparou

e nos ajudou a realizar

a sua viagem de regresso

obrigado.

 

 

Como nota, acrescento que o António Mota perdeu o Pai quando tinha apenas 17 meses de vida...

Na altura dos acontecimentos, o Estado exigiu à família 10.000$00 para fazer regressar os restos mortais do Sargento Mota, estavamos em 1962, a familia não tinha posses para o trazer de volta.

Só em 1996 e graças a algumas boas vontades foi possivél fazer um funeral digno a um Militar que morreu em serviço e mesmo assim graças a seu filho António que travou e ganhou uma "Luta Incessante" ao fim de 34 anos.

Como Pai e ex-combatente orgulho-me de ter o António Teixeira da Mota como amigo.

Obrigado António

 

José Lessa

 

 



publicado por joselessa às 18:38
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De TiBéu ( Isa) a 14 de Janeiro de 2008 às 00:56
Guerra .. Guerra... ai meu deus que recordações. Gostei do post é bom saber que existem pessoas que nunca desistem. Boa semana José. Um bj


De maripossa a 14 de Janeiro de 2008 às 01:11
Amigo José Lessa. Como me dói ler estas noticias sobre Guerra,pois se sou pessoa de paz,mas tive familiares e amigos que lá ficaram,não voltam!!! para eles todos o nosso respeito e gratidão,pelas pessoas que não desistem,o seu amigo... lindo gesto de um filho.
gostei Beijinho e boa semana maripossa


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

ADEUS SENHOR DOMINGOS

A TRISTE SINA DE SINISTRA...

NOITE SEM OLHOS

AMO DEMAIS

ESCUTA-ME

VAMOS AJUDAR O ALBINO...

NOVIDADES PARA VER NO POR...

LINGUAGEM PARLAMENTAR

NOVAS LEITURAS E TUDO O M...

A motivação de um líder

arquivos

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

favoritos

eu

Cancioneiro popular

ELEITO DO DIA

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds